Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

Cumprir o plano e relaxar

09.01.17 | Rui Alves
Desde 25 de Dezembro que não saía aos caminhos em corrida. Para quem tem um gosto especial de cumprir sem mácula um plano de treino sabe que estes dias/semanas de paragem deitam um objectivo por terra e vão criando um estado de espírito de desânimo e certa frustração.
Tenho a noção neste momento que a prova de Amarante (que nem me atrevo a pensar em faltar pelo carinho que tenho pela mesma) será para "cumprir calendário" e sem resultados interessantes em vista. No entanto para Salamanca ou para a Guarda algo de mais a sério terei e espero poder planear.

A minha partilha hoje tem a ver como tenho lidado com a ansiedade e como tenho organizado a minha mente na fase de tratamento da minha lesão e de como estes sentimentos são muito iguais à fase de ansiedade de "pré-prova".
Quem já correu a sua primeira prova a sério, e refiro-me a sério quando levamos o nosso corpo ao limite em busca de um objectivo difícil, já passou por isto certamente:
- Mesmo depois de "Cumprir o plano" à risca, questionar se tudo foi bem feito.
Se não se deveria ter treinado mais, se não se devia ter feito mais séries, ou mais longos ou... se se descansou o suficiente, enfim tudo...
Passar pela recuperação da lesão tem sido exactamente o mesmo. Cumprir o plano mas mesmo assim questionar se não deveria ter descansado mais, ter alongado mais ou se não teria exagerado nos alongamentos ou nas extensões, ou então se os tratamentos foram os indicados ou se deveriam ser mais.

- Sabem também que muito difícil "relaxar" nas noites que antecedem a prova. Pensar que o dia nunca mais chega, e que nunca mais se está a sentir a adrenalina da corrida e da competição. Ou então, o "ai Jesus" que é já amanhã!!!, e ainda havia tanto para preparar.
De facto nesta semana passei por algo similar pensando na dúvida se na próxima consulta o fisioterapeuta (Grande David Rodrigues da D2J) já me daria autorização para voltar a treinar ou se iria viver a tristeza de ter que aguentar mais uns dias ou semanas. 
Pensei nas saudades da sensação de  estar cansado dos treinos, da sensação de liberdade que tenho a cada passo de corrida e no bem que sinto e me faz praticar este desporto.

Hoje depois de ter feito o primeiro teste ontem (6kms entre corrida e caminhada) e de felizmente não haver dores sinto uma satisfação muito parecida com o que já tive ao terminar muitas provas. 
Uma sensação que no meu entender só acontece quando nos esforçamos e damos o melhor de nós em busca de um objectivo. Seja para terminar uma prova, recuperar de uma lesão ou se quisermos pensar mais além no dia a dia da nossa vida...
Espero que os próximos dias com o aumentar de carga tudo corra pelo melhor, no entanto tenho uma quase certeza basta "cumprir o plano" e se possível "relaxar" para que tudo dê certo...