Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

E depois da 1ª Meia Maratona Running Wonders? Nada?

14.12.17 | Rui Alves
É com tristeza que vejo confirmadaa saída da Guarda do circuito de meias maratonas Running Wonders.



Tenho tristeza principalmente porhaver 3 razões para que tal facto não acontecesse:

- Pela primeira vez, tinha sido realizadoum evento desportivo que colocava a Guarda no mapa dos eventos nacionais, comprojecção para o exterior de uma forma muito eficaz. Não haverá quantificação possíveldo retorno que uma prova destas trás para a cidade, nem da capacidade que estasprovas (Meias Maratonas Running Wonders), têm em poder dinamizar a economialocal, no entanto parece-me ser elevada. Idêntica a esta projecção mediática sómesmo a Volta a Portugal em Bicicleta.  



- Terá sido a única vez na Guardahouve um evento desportivo que juntou um milhar de atletas prontos paradesfrutar de uma corrida com atletas de elite. Bem sabemos o quanto nos dáalegria estar junto e correr com os nossos campeões, bem como receber osrestantes atletas de renome de todo o país.



- Este evento desportivodinamizou uma cidade para a prática desportiva, nomeadamente na vertente dacorrida, onde durante meses, grupos de pessoas, individuais ou colectivamente  se prepararam para participarnesta prova. Fica por vezes a ideia que a Meia Maratona se resume ao dia daprova, mas sabem bem, que a dinâmica e empenho para a prova acontece por váriosmeses que antecedem a prova dando vida a uma cidade com apetência para ainércia.


Assim ficam as dúvidas sobre asrazões que a cidade da Guarda saiu do circuito das Meias Maratonas RunningWonders e seria justo para todos os corredores e apoiantes que orgulhosamente “amaram”esta prova, que existisse uma explicação com as razões para que talacontecesse. De momento a ideia que fica é que se entrou num projecto de formaavulsa e pouco ponderada, num ano em que (curiosamente) havia eleições, sem perspectivade continuidade no projecto. E como tal, se as razões que sustentaram a provadesapareceram, acaba por ser normal que a mesma acabe.  

Numa cidade que desportivamentepassa muito, por marcar passo, esta notícia é sem dúvida um “Passosatrás”.

Morreu Zé Pedro dos Xutos & Pontapés

04.12.17 | Rui Alves
Será talvez uma das mais triste noticias deste ano, e daquelas notícias que me faz repensar sobre o sentido disto tudo.
Neste mundo loucamente criado, passamos muito tempo a "sprintar" por objectivos que nos absorvem o tempo.
Objectivos esses que nem sempre nos dão alguma satisfação ou vontade de por cá andar mas que nos foram socialmente impostos e que somos "obrigados" a cumprir.
Os "Xutos" sempre fizeram parte da minha vida. Pelo estilo música, pela irreverência, e por terem o privilégio de fazerem o que gostam.
O Zé Pedro era uma fonte de energia positiva em palco e tenho uma recordação única de o ver em palco por volta dos meus 18 anos, na festa do Avante (quando era possível ir do Norte ao Sul à boleia para assistir aos festivais), com uma energia fantástica em palco.


A falta que fará na será imensa, mas o seu legado não será por mim esquecido. 
Será sempre um dos "Homens do Leme"....
Mais importante que cortar a meta, é desfrutar de toda a jornada, e aí tenho a certeza que o fizeste da melhor forma Zé.