Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

2018 - Lesão, Paragem, Recuperação e Regresso

17.01.18 | Rui Alves
2018 não começou da melhor forma para mim, pois ainda não recuperei na totalidade da lesão que me perseguiu em toda a preparação da Maratona do Porto. 
No entanto esta paragem tem servido para pessoalmente determinar alguns erros e constatar alguns factos muito importantes a ter em conta no futuro. 
Ter feito todo o trabalho para a Maratona do Porto lesionado, foi, pode-se dizer, um disparate. 
A vontade foi maior, e em igual proporção, o erro também. 
Ter desistido teria sido mais razoável, mas o que lá vai lá vai....


Desde meados de Novembro que as sapatilhas ficaram a um canto. Dando inicio a uma fase essencialmente de recuperação e descanso,
mas onde o descanso se foi tornando também preguiça, muito por culpa de este período coincidir com épocas festivas.
Esta alteração forte de hábitos diários levaram a alguns resultados que são fortemente importantes:
Aumento de peso - Passei dos 72kg para 77 em 2 meses.
Aumento do ritmo cardíaco - No inicio de Novembro a frequência cardíaca em repouso era de 39 / 40 bpm e agora está nos 50 / 55 bpm, e em corrida aumentaram em cerca de 20 bpm comparando com o final do ano.
Houve portanto um decréscimo de forma física muito acentuado. 
A parte positiva é que fui acompanhado no tratamento da lesão por uma profissional (Obrigado Patrícia Rosado) que conhece bem o mundo da corrida e que foi muito importante para que eu encontrasse uma estratégia de exercícios que me ajudaram, e continuam a ajudar, imenso na recuperação. 

Mas uma lesão significa ter que se parar com todas as actividades?
Não! Uma paragem por completo aumenta a quebra de forma física mais rapidamente sendo mais difícil de retomar depois índices de forma mais positivos. (Não sigam o meu exemplo)
O que fazer então?
Há sempre alternativas à corrida, como o ciclismo, o ginásio e na nossa cidade um óptimo desporto sem impacto que é a natação. Para quem quiser manter a corrida no treino pode sempre fazer Aqua running / Aqua Jogging que eu recomendo e gosto de fazer.
No entanto é fundamental também ter acompanhamento especializado na reabilitação da lesão, de forma a que seja encontrado melhor método de reabilitação.  


Agora o plano (com objectivo final - Porto 2018) agora é retomar as rotinas semanais de corrida, e para melhorar a capacidade aeróbica, e este ano, integrar nas rotinas semanais o reforço muscular.

 Mas isso são outros "Passos" que publicarei mais a frente...







1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.