Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

"Passos de corrida" em 2016

30.12.16 | Rui Alves
2016 está a terminar, e em tempo de balanço, é hora de olhar para trás por uns segundos para recordar o que de bom e de menos bom se passou neste ano.
Foram 6 meias maratonas e mais algumas provas mais curtas que me mantiveram motivado o ano inteiro fazendo desta actividade um desporto que cada vez mais amo e cada vez mais sou motivado a praticar.
Começou muito bem o ano em Fevereiro com 1.25.39 na Meia Maratona de Amarante onde era alcançado o meu primeiro objectivo do ano (RP). Em Abril, participei na MM de Belmonte que sob um forte dilúvio me levou ao 5º lugar em M40 e que serviu de preparação para a MM de Cidade Rodrigo onde pelas características da prova o objectivo era novo recorde pessoal. Foi alcançado com 1.25.20 mas não me deixou nada satisfeito. 
Em Maio a prova do Douro Vinhateiro foi somente desfrutar da belíssima prova que efectivamente é, e era o início de um curto período de recuperação. 
Depois foi definir objectivo para a MM de Ovar. 14 semanas de treino e pelo meio da preparação, participação na 1ª Meia Maratona de Vila Real, uma prova difícil e exigente. 
A Meia Maratona de Ovar foi o meu ponto alto da época com novo RP de 1:24:06, com tempo de chip de 1:23:09 do qual muito me orgulho. 
Não quero deixar de referir as provas dos 12km de Manteigas - Penhas Douradas e a subida de vale do Sameiro que pela sua beleza me fazem querer voltar, mas que pela sua exigência me relembram que necessito de trabalhar muito para melhoras as subidas. As restante provas foram mais curtas mas não menos importantes porque como já referi anteriormente prezo muito a participação nas provas locais que muito custo e trabalho dão a organizar à AAG.
Em Novembro iniciei a preparação para a prova que mais gosto (MM de Amarante) e infelizmente num dos treinos lesionei-me. Este é o momento mau do ano, já são 2 semanas que estou afastado dos treinos e provavelmente serão mais 4 até retomar a actividade de novo. A ansiedade e a desilusão são sentimento que me ocupam o corpo e a mente, mas o bom senso terá que imperar e o meu treino agora é recuperar.
Tenho a certeza que os cuidados do David Rodrigues na D2J  me farão voltar aos treinos assim que possível.
Em resumo foram mais de 2900 km de "Passos de Corrida", por estradas e caminhos deste país magnifico. Um ano cheio de partilha de esforços, de troca de conhecimentos e experiências onde há o destaque especial para todos os Guarda Runners, mas também os demais que vou conhecendo por este mundo.
Claro que nada foi importante sem a presença da família que apesar de muitas reclamações e de muitos porquês vão estando sempre presentes. A todos um muito obrigado.
E para 2017 fica o desejo do grande Raul Solnado:
"Façam o favor de serem felizes"


  
Video Strava

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.