Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

Passos de corrida

Um blog escrito para partilhar a todos os corredores as minhas experiências. Meu nome é Rui Alves e moro na Guarda, Portugal, onde desfruto do que considero ser um bom aliado dos treinos - altitude. Sou um Guarda Runner!

Salamanca - 12km - Manteigas Penhas Douradas ( parte 1)

12.03.17 | Rui Alves
Em 05 de Março tive o prazer de participar na Meia Maratona de Salamanca, um prova que por motivo de calendário não seria aconselhável de correr, quer pela proximidade da Meia de Amarante (15 dias antes), quer pela prova da Subida de Manteigas - Penhas Douradas na semana seguinte.
No entanto a vontade de participar em mais um prova em terra de "Nuestros Hermanos" fez com que estivesse presente. E sinceramente valeu muito a pena. 
Ir no próprio dia, desde a Guarda (1h45m de viagem) não é muito desgastante, no entanto se houver a possibilidade de alguém levantar os dorsais na véspera, ajuda muito a que se possa chegar mais em cima da hora. (Obrigado Nuno Lemos).
Esteve um dia frio e ventoso que podia ser um pouco desencorajador a que houvesse apoio a prova, factor que muito ajuda todos os que se propuseram fazer este desafio, no entanto tal nunca se verificou, confirmando o que já tinha constatado em Cidade Rodrigo, o povo espanhol vive intensamente as provas das suas cidades, e não falta, apoiando todos os atletas do primeiro ao ultimo.

2500 atletas à partida, seccionados por tempos de prova tonaram a partida muito fluída e rápida. Por outro lado a presença de vários atletas com balões de referência para vários tipos de tempos de prova são um grande apoio para os atletas menos experientes, não cometerem erros. Provas em Portugal deviam adoptar este exemplo:

O percurso é muito citadino e um pouco sinuoso, mas faz com que passemos em locais emblemáticos da cidade como é a Plaza Maior ou a ponte romana.

A primeira grande dificuldade da prova aparece por volta do quilometro 8, na subida para a Aldehuela, que com vento de frente não foi muito agradável de subir. 

Ultrapassando este obstáculo o percurso é praticamente plano até ao quilometro 16 num percurso junto ao rio Tommes e numa espécie pista para corredores e ciclistas. 

A partir deste ponto é um ascendente de +150m até ao 20km que deixa inevitavelmente marcas aos menos preparados, sendo os últimos 1500m um bom tónico para se recuperar o fôlego e acabar a prova com energia para outra, ou com algumas reservas para os 12km de Manteigas - Penhas Douradas.